Escrito por Doro às 22h01
[] [envie esta mensagem]



Insônia da palavra - por Leandro Malósi Dóro

A maioria dos cerca de 80 mil jornalistas graduados deve estar insone nessa madrugada de 18 de julho de 2009. Na véspera o Supremo Tribunal Federal aprovou por oito votos a um o fim da exigência do diploma de jornalista para exercer essa profissão. É o fim de cerca de 40 anos de exigência do diploma para atuar nas empresas de comunicação.

A classe patronal comemora. A Associação Nacional de Jornais (ANJ) poderá reduzir os pisos salariais e escolher quem lhe aprouver para atuar na profissão. Provavelmente existirá crise em algumas assessorias de imprensa. Cursos de jornalismo serão fechados por falta de alunos. A Associação Brasileira de Imprensa (ABI) desde 1918 solicitava a existência de cursos de jornalismo como exigência para exercer essa profissão. A conquista tornou-se pó por oito a um.

Os argumentos do relator, ministro Gilmar Mendes, basearam-se no fato da exigência do diploma ter ocorrido em plena ditadura militar. Afirmou que o exercício da democracia deve ocorrer por qualquer indivíduo, mesmo sem diploma. Comparou jornalistas a cozinheiros e toda a ladainha que será repetida a exaustão em inúmeros artigos que circularão nas próximas décadas como memória dessa decisão histórica.

A óbvia posição pró-diploma da Federação Nacional dos Jornalistas (FNJ) nem precisa ser citada, mas sim a hipócrita afirmação dos representantes da ANJ de que a maioria dos profissionais de redação continuarão a ser graduados.

Creio que posso comentar sobre essa decisão de uma postura diferente da apresentada pela maioria dos jornalistas graduados. Atuo na área desde 1993. Comecei na cidade de Passo Fundo (RS), onde o curso passou a existir somente a partir de 1996. A maioria dos profissionais a minha volta não possuíam graduação. Os poucos que possuíam formação tinham mais senso crítico e eram mais arredios a desvios éticos. Escreviam melhor que os graduados em direito, que pululavam as redações com seus textos que se assemelhavam ao formato jurídico ao invés do Lead.

A graduação foi instaurada na cidade com apoio de educadores entusiastas, que acreditavam a importância da formação técnica para atuar na profissão. Apenas em 1998 tive dinheiro para me matricular na instituição. Estudei por um ano, tranquei e passei a pagar a dívida que contraí na universidade – cerca de um ano e meio de prestações que consumiam metade do piso de jornalista que eu recebia a época. Estudei, nesse ínterim, disciplinas do curso de Filosofia, para não perder o vínculo com o meio acadêmico. Fascinei-me pelo que passeia a aprender a partir do contato com os professores, a biblioteca e o curso de jornalismo.

Cheguei na universidade com a crença de que já conhecia jornalismo. Dominava o conteúdo dos três principais manuais de redação jornalística do país, lia revistas e livros da área. Trabalhava as vezes vinte horas por dia nas redações. Porém o meio acadêmico me tomou de assalto. Lia cerca de oito livros por mês e me desafiava a estudar obras de jornalistas e empresários que antes desconhecia – Samuel Wainer, Assis Chateaubriand, Nelson Rodrigues – e fascinei-me por disciplinas como Redação Jornalística, Cultura Brasileira, Sociologia e, principalmente, Teoria da Comunicação, onde estudávamos a recepção das notícias de forma prática e apaixonada.

Diversos dos meus colegas também atuavam em redações, seja de jornais ou emissoras de televisão, de porte regional. Todos compreendiam os ensinamentos dessa disciplina, pois tinha o retorno de seus efeitos nas ruas.

Obtive, graças ao jornal que trabalhava, o registro de Jornalista Provisionado. Ganhei registro de jornalista na Carteira de Trabalho. Mesmo assim, a proprietária do jornal insistia que concluíssemos o curso de graduação. Dizia; “não quero contratar os bêbados sem graduação que se dizem jornalistas”. Apesar disso, não consegui dinheiro para terminar o curso.

Em 2001, aos 25 anos, saí de Passo Fundo e mudei-me para Porto Alegre. Atuei como repórter no primeiro Fórum Social Mundial e conheci os jornalistas de esquerda que atuavam no período, na cidade. Fui cogitado a trabalhar na área. Porém o presidente do Sindicato dos Jornalistas, a época, disse-me que eu não podia cogitar a atuar com registro de provisionado.

Apresentei meu currículo a uma revista do setor rural, que chamou-me dia seguinte para começar a trabalhar. Ao confirmar que eu não possuía diploma, tiveram que retroceder no convite. Para minha sorte, passei na seleção para jornalistas da Associação dos Servidores da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Ganhava menos do que a jornalista graduada, mas estava na área.

Nesse meio tempo, migrei, profissionalmente, para as artes gráficas. Tornei-me, na minha concepção, um jornalista-ilustrador. Criava infográficos, cartazes, capas de jornais e revistas e, para completar minha renda, editava uma revista infantil para uma rede de supermercados.

Em 2002, tornei-me produtor gráfico em uma assessoria de imprensa de um sindicato vinculado ao judiciário, onde atuo até a atualidade. E recomeçou minha sanha por concluir o curso de jornalismo. Restringi meus gastos e adiei conquistas para pagar as mensalidades do curso.

Conheci professores e jornalistas dos mais diversos gêneros: desde profissionais dedicados a desinteressados pela profissão. Porém, todos jornalistas. Conversei com inúmeros amigos que sonhavam ser jornalistas – a maioria, graduados em direito.

Tergiversei sobre a possibilidade de voltar a atuar como jornalista profissional e ative-me a auxiliar meus colegas a obterem pautas e a aconselhar, alguns, na profissão. Lancei novela jornalística sobre uma revolta de motociclistas que houve em 79, na minha terra natal. Desenhei e escrevi contos a exaustão. Estudei, entre outros assuntos, Teoria da Ação Comunicativa. Transitei pelo curso de Artes da Ufrgs e, principalmente, dediquei-me a concluir jornalismo.

Consegui, finalmente, entre o final de 2008 e início de 2009. A partir daí veio a expectativa de obter o diploma definitivo para solicitar a inscrição como jornalista profissional no Sindicato dos Jornalistas. Os ministros do STF tornaram essa expectativa inócua e infrutífera.



 Escrito por Doro às 07h02
[] [envie esta mensagem]



Cena inesquecível de Amarcod, de Federico Fellini



 Escrito por Doro às 15h55
[] [envie esta mensagem]



Quero-quero a Copa em nova versão



 Escrito por Doro às 11h12
[] [envie esta mensagem]



Ilustração em painter



 Escrito por Doro às 11h11
[] [envie esta mensagem]



[ ver mensagens anteriores ]


 


Histórico
02/05/2010 a 08/05/2010
25/04/2010 a 01/05/2010
18/04/2010 a 24/04/2010
14/03/2010 a 20/03/2010
07/03/2010 a 13/03/2010
14/02/2010 a 20/02/2010
31/01/2010 a 06/02/2010
24/01/2010 a 30/01/2010
17/01/2010 a 23/01/2010
10/01/2010 a 16/01/2010
03/01/2010 a 09/01/2010
13/12/2009 a 19/12/2009
06/12/2009 a 12/12/2009
29/11/2009 a 05/12/2009
22/11/2009 a 28/11/2009
15/11/2009 a 21/11/2009
08/11/2009 a 14/11/2009
01/11/2009 a 07/11/2009
25/10/2009 a 31/10/2009
18/10/2009 a 24/10/2009
11/10/2009 a 17/10/2009
04/10/2009 a 10/10/2009
27/09/2009 a 03/10/2009
20/09/2009 a 26/09/2009
13/09/2009 a 19/09/2009
06/09/2009 a 12/09/2009
30/08/2009 a 05/09/2009
23/08/2009 a 29/08/2009
02/08/2009 a 08/08/2009
26/07/2009 a 01/08/2009
19/07/2009 a 25/07/2009
12/07/2009 a 18/07/2009
05/07/2009 a 11/07/2009
28/06/2009 a 04/07/2009
21/06/2009 a 27/06/2009
14/06/2009 a 20/06/2009
07/06/2009 a 13/06/2009
31/05/2009 a 06/06/2009
24/05/2009 a 30/05/2009
17/05/2009 a 23/05/2009
10/05/2009 a 16/05/2009
03/05/2009 a 09/05/2009
26/04/2009 a 02/05/2009
19/04/2009 a 25/04/2009
12/04/2009 a 18/04/2009
05/04/2009 a 11/04/2009
29/03/2009 a 04/04/2009
22/03/2009 a 28/03/2009
01/03/2009 a 07/03/2009
08/02/2009 a 14/02/2009
01/02/2009 a 07/02/2009
25/01/2009 a 31/01/2009
18/01/2009 a 24/01/2009
11/01/2009 a 17/01/2009
04/01/2009 a 10/01/2009
28/12/2008 a 03/01/2009
21/12/2008 a 27/12/2008
14/12/2008 a 20/12/2008
07/12/2008 a 13/12/2008
30/11/2008 a 06/12/2008
23/11/2008 a 29/11/2008
09/11/2008 a 15/11/2008
02/11/2008 a 08/11/2008
26/10/2008 a 01/11/2008
19/10/2008 a 25/10/2008
12/10/2008 a 18/10/2008
05/10/2008 a 11/10/2008
28/09/2008 a 04/10/2008
21/09/2008 a 27/09/2008
14/09/2008 a 20/09/2008
07/09/2008 a 13/09/2008
31/08/2008 a 06/09/2008
24/08/2008 a 30/08/2008
17/08/2008 a 23/08/2008
03/08/2008 a 09/08/2008
27/07/2008 a 02/08/2008
20/07/2008 a 26/07/2008
13/07/2008 a 19/07/2008
06/07/2008 a 12/07/2008
29/06/2008 a 05/07/2008
22/06/2008 a 28/06/2008
08/06/2008 a 14/06/2008
01/06/2008 a 07/06/2008
11/05/2008 a 17/05/2008
04/05/2008 a 10/05/2008
27/04/2008 a 03/05/2008
20/04/2008 a 26/04/2008
13/04/2008 a 19/04/2008
06/04/2008 a 12/04/2008
30/03/2008 a 05/04/2008
23/03/2008 a 29/03/2008
09/03/2008 a 15/03/2008
02/03/2008 a 08/03/2008
24/02/2008 a 01/03/2008
17/02/2008 a 23/02/2008
27/01/2008 a 02/02/2008
20/01/2008 a 26/01/2008
13/01/2008 a 19/01/2008
06/01/2008 a 12/01/2008
30/12/2007 a 05/01/2008
23/12/2007 a 29/12/2007
16/12/2007 a 22/12/2007
09/12/2007 a 15/12/2007
02/12/2007 a 08/12/2007
25/11/2007 a 01/12/2007
18/11/2007 a 24/11/2007
11/11/2007 a 17/11/2007
04/11/2007 a 10/11/2007
21/10/2007 a 27/10/2007
14/10/2007 a 20/10/2007
30/09/2007 a 06/10/2007
16/09/2007 a 22/09/2007
09/09/2007 a 15/09/2007
02/09/2007 a 08/09/2007
26/08/2007 a 01/09/2007
19/08/2007 a 25/08/2007
12/08/2007 a 18/08/2007
05/08/2007 a 11/08/2007
29/07/2007 a 04/08/2007
22/07/2007 a 28/07/2007
15/07/2007 a 21/07/2007
08/07/2007 a 14/07/2007
01/07/2007 a 07/07/2007
24/06/2007 a 30/06/2007
17/06/2007 a 23/06/2007
03/06/2007 a 09/06/2007
27/05/2007 a 02/06/2007
20/05/2007 a 26/05/2007
13/05/2007 a 19/05/2007
29/04/2007 a 05/05/2007
22/04/2007 a 28/04/2007
15/04/2007 a 21/04/2007
08/04/2007 a 14/04/2007
01/04/2007 a 07/04/2007
25/03/2007 a 31/03/2007
18/03/2007 a 24/03/2007
11/03/2007 a 17/03/2007
04/03/2007 a 10/03/2007
25/02/2007 a 03/03/2007
18/02/2007 a 24/02/2007
11/02/2007 a 17/02/2007
04/02/2007 a 10/02/2007
28/01/2007 a 03/02/2007
21/01/2007 a 27/01/2007
14/01/2007 a 20/01/2007
07/01/2007 a 13/01/2007
24/12/2006 a 30/12/2006
17/12/2006 a 23/12/2006
10/12/2006 a 16/12/2006
03/12/2006 a 09/12/2006
26/11/2006 a 02/12/2006
19/11/2006 a 25/11/2006
12/11/2006 a 18/11/2006
05/11/2006 a 11/11/2006
29/10/2006 a 04/11/2006
22/10/2006 a 28/10/2006
08/10/2006 a 14/10/2006
01/10/2006 a 07/10/2006
24/09/2006 a 30/09/2006
10/09/2006 a 16/09/2006
27/08/2006 a 02/09/2006
20/08/2006 a 26/08/2006
13/08/2006 a 19/08/2006
30/07/2006 a 05/08/2006
23/07/2006 a 29/07/2006
16/07/2006 a 22/07/2006
02/07/2006 a 08/07/2006
25/06/2006 a 01/07/2006
04/06/2006 a 10/06/2006
28/05/2006 a 03/06/2006
21/05/2006 a 27/05/2006
14/05/2006 a 20/05/2006
07/05/2006 a 13/05/2006
30/04/2006 a 06/05/2006
23/04/2006 a 29/04/2006
02/04/2006 a 08/04/2006
19/03/2006 a 25/03/2006
29/01/2006 a 04/02/2006
22/01/2006 a 28/01/2006
25/12/2005 a 31/12/2005
04/12/2005 a 10/12/2005
27/11/2005 a 03/12/2005
23/10/2005 a 29/10/2005
25/09/2005 a 01/10/2005
18/09/2005 a 24/09/2005
28/08/2005 a 03/09/2005
21/08/2005 a 27/08/2005
14/08/2005 a 20/08/2005
07/08/2005 a 13/08/2005
31/07/2005 a 06/08/2005
24/07/2005 a 30/07/2005
17/07/2005 a 23/07/2005
10/07/2005 a 16/07/2005
03/07/2005 a 09/07/2005
26/06/2005 a 02/07/2005
19/06/2005 a 25/06/2005
12/06/2005 a 18/06/2005
05/06/2005 a 11/06/2005
22/05/2005 a 28/05/2005
08/05/2005 a 14/05/2005
01/05/2005 a 07/05/2005
24/04/2005 a 30/04/2005
17/04/2005 a 23/04/2005
10/04/2005 a 16/04/2005
03/04/2005 a 09/04/2005
28/11/2004 a 04/12/2004
21/11/2004 a 27/11/2004
14/11/2004 a 20/11/2004
07/11/2004 a 13/11/2004
31/10/2004 a 06/11/2004
24/10/2004 a 30/10/2004
17/10/2004 a 23/10/2004
10/10/2004 a 16/10/2004


Votação
Dê uma nota para meu blog


Outros sites
Manual do Minotauro, por Laerte
http://www.universohq.com
http://rafaelsica.zip.net
http://talktohimselfshow.zip.net/
http://www.animamundiweb.com.br
http://www2.uol.com.br/millor/
http://humor.uol.com.br/
http://www.wired.com/animation
http://www.nonaarte.com.br
http://www.adaoonline.com.br/
http://www.sib.art.br/
Página do Rafinha
Tonto
Lourenço Mutarelli (de joelhos, galera)
Cybercomix
Gibindex (Estou lá)
Lambiek - Enciclopédia mundial de desenhistas
Marco Weissheimer
Regina Ramão
Grafistas Associados do Rio Grande do Sul